A Rota da Esperança

Livro de Nicolaas Müller

O que se vê nestes contos, que para mim os trazem à categoria de fenômeno, é o estilo literário desenvolvido por quem não teria nenhum motivo para ser “alguém na vida” ou mesmo “ter na vida alguém” e ainda assim discorre sobre os fatos ocorridos ou mesmo imaginados com humor, crônica sensata e elegância linguística. Isto é “A Rota da Esperança”, isto é o relato que revela que a esperança se desenvolve numa rota antagônica às boas condições de vida e se manifesta no fim das longas tempestades da vida.

Opinião sincera de quem leu, riu, chorou, impactou-se e, portanto, recomenda a atenta leitura, que além das experiências faz importantes indicações históricas da nação que recebeu tantos imigrantes nas décadas pré e pós guerra.

Texto de Marcos Viana

A Rota da Esperança

Nicolaas Müller nasceu no extremo sul dos Países Baixos, na Holanda. Aos quatro anos e meio de idade foi com os seus pais e irmãos para o interior bastante inóspito flamengo. Por falta da infra-estrutura mais básica na época, a mãe e os oito filhos regressam para a Holanda, enquanto o pai foi tentar a sorte no Paraná, na cidade de São José da Lapa. Quando ele tinha nove anos de idade, a família novamente resolve vir para o Brasil.

Atualmente, Nicolaas mora em Amsterdam, onde trabalha como professor,  tradutor e intérprete juramentado de português, inglês, espanhol e neerlandês (holandês.)

O autor é formado em Letras pela Universidade Católica de Nijmegen, que hoje em dia se chama Radboud University, onde lecionou português como assistente do ‘catedrático-chefe’  saudoso prof. dr. J. J. van den Besselaar.

Título: A Rota da Esperança

Autor: Nicolaas Müller

Tamanho: 14 x 21

Páginas: 284

ISBN: 978-85-8013-451-3